A Vigilante do Amanhã (Ghost in the Shell – 2017) – Rupert Sanders

Como acredito que filmes e qualquer tipo de mídia não precisam necessariamente ser avaliados pelos seus produtos originais, não irei parar para falar da obra original de Ghost in the Shell, apesar de achar que tem muitos pontos positivos para serem trabalhados no trabalho dos japoneses, e de como os americanos usaram de whitewashing mais uma vez na hora de adaptar uma obra de outro país.
A história que tem protagonista Scarlett Johansson retrata a história de uma mulher que é uma ciborgue com experiência militar que comanda um esquadrão de elite especializado em combater crimes cibernéticos, mas que quanto mais pesquisa sobre seu passado, mais encontra falhas e problemas.
O filme tem como maior qualidade seu visual, que conta com uma CGI muito competente na hora de retratar um universo futurista. Apesar de mostrar coisas que provavelmente não viveremos, Ghost in the Shell cria algo que enche os olhos e chama atenção. Infelizmente isso não é o suficiente para fazer com que o filme seja algo digno de nota.
Não, o filme não é ruim, na verdade até sai com uma explicação curiosa, no mínimo, para o problema, de whitewashing (que é grande) no filme. Só que isso não é o suficiente para fazer a valer a presença de tato ator branco em pleno Japão.
E apesar do elenco estelar, a única que realmente chama atenção é  Juliette  Binoche, que apesar do roteiro mais ou menos, consegue presentear o público com uma interpretação relativamente competente. O mesmo não se pode dizer da Scarlett, que está engessada e parecendo incomodada ao interpretar a personagem.
O roteiro é mastigado e sem nenhum tipo de novidade, algo que você já viu e feito de maneira aceitável, mas que não traz nada demais.
Um filme aceitável, mas que poderia ser muito bom. Infelizmente quando se trata de adaptações de obras de outros países, os EUA acabam presos em seus próprios clichês incômodos.

1 thought on “A Vigilante do Amanhã (Ghost in the Shell – 2017) – Rupert Sanders

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *