Anjos da Noite: Guerras de Sangue (2016) – Anna Foerster

Gosto de vampiros. Então gosto de assistir filmes que têm como protagonistas estes seres tão interessantes. E não é uma paixão recente, é algo que cultivo faz muitos anos. Anjos da Noite é uma dessas séries que vejo desde que o primeiro filme saiu.
Gosto da Selene, da forma como construíram a personagem e de como a Kate Beckinsale a interpreta. O grande problema é que no mais recente filme da saga, ela ser uma vampira cheia de coragem, inteligência, força de superação, poder e tantos outros adjetivos empoderadores, não muda o fato do filme ser cheio de diversas falhas de roteiro.
Primeiro a previsibilidade. Tudo em Anjos da Noite: Guerra de Sangue é fácil de adivinhar. As motivações, as resoluções, as surpresas (que não existem se você é um expectador atento). É bem desestimulante assistir a um filme onde você não recebe nada novo, criativo ou que te faça questionar algo. É pobre.
Para piorar os roteiristas resolveram colocar as resoluções do filme sendo ditas pelos personagens ao invés de mostrar as cenas, o que é bastante problemático. O público é inteligente o suficiente para entender uma trama que é colocada na tela, sem precisar que um personagem chegue e diga cada mínimo detalhe. Subestimar a audiência é algo bastante incômodo e fico me perguntando porque ainda estão cometendo esse tipo de erro nos roteiros.
Visualmente o filme é cheio de efeitos como todos os outros. Não tem nada inspirado, nada que te tire o fôlego verdadeiramente, mas também não é algo que incomode. O elenco é muito bom, mas fica prejudicado por um roteiro tão pobre e uma direção mediana.

O que faz o filme pelo menos ser divertido é a protagonista, porque a Kate sabe ser uma vampira destruidora que não deixa ninguém passar por cima.

1 thought on “Anjos da Noite: Guerras de Sangue (2016) – Anna Foerster

  1. Olá Carissa! Eu gostei de sua recomendação. Eu também sou fã dessa saga e eu gosto de vampiros. Pessoalmente gostei muito de assistir Anjos da Noite 5, e considero que a historia foi bem narrada pelo Anna Foerster, quem foi responsável da direção. Foi uma historia cheia de incríveis efeitos especiais e cenas excelentes. O elenco foi muito bom. Acho que Kate Beckinsale foi uma parte importante do excelente sucesso comercial do filme de novo. Realmente o recomendo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *