Olhos da Justiça (2015) – Billy Ray

Que Hollywood adora fazer remakes de filmes estrangeiros que deram certo não é novidade. Olhos da Justiça é mais um desses casos. O Segredo dos Seus Olhos (2009), filme argentino bastante cultuado pelos cinéfilos mundo afora, que ganhou o Oscar de Melhor Filme Estrangeiro em 2010 foi mais uma vítima da indústria cinematográfica americana.
Comparações são inevitáveis, já que a obra protagonizada por Ricardo Darín é um primor e muito se perguntava da necessidade de uma refilmagem americana. Se no longa argentino nós temos a obsessão do personagem do Darín por um caso marcante e não solucionado da sua carreira, em Olhos da Justiça o tema é parecido, mas colocaram os ataques do 11 de setembro no contexto e uma relação um pouco mais pessoal entre o personagem principal e o assassinato, já que mataram a filha da sua parceira. 
Com um elenco cheio de atores bons e que parece tentar dar o seu melhor, não existe química nenhuma entre os personagens e, em vários casos, os atores parecem desconfortáveis em seus papéis. Nicole Kidman, apesar de uma atriz sensacional, parece não ter nenhuma função no filme, além de ser o interesse amoroso do protagonista. E seu romance com o personagem interpretado relativamente bem pelo Chiwetel Ejiofor dói de tao sem sal que é. Michael Kelly, atualmente muito bem na série House of Cards, entrega uma interpretação sem surpresas e que passa despercebida. O mesmo pode-se dizer de Alfred Molina. Julia Roberts é outra que está aceitável em seu papel, mas que deveria estar bem melhor. O curioso é que todo o problema com o elenco vem do roteiro regular e da direção mediana. Os atores são bons, o texto e a direção do filme é que são abaixo do esperado.
Um dos grandes problemas de Olhos da Justiça é que, apesar de tentar modificar algumas coisas do roteiro original, de um modo geral tudo é uma grande cópia. Até nos enquadramentos vemos cenas filmadas exatamente do mesmo jeito, só que sem o brilhantismo do filme argentino. E mesmo quem não viu O Segredo dos Seus Olhos acaba não se encantando, porque o filme não dá ao expectador motivos para terminar o filme achando que viu uma boa obra cinematográfica, apenas algo bastante mediano. 

4 thoughts on “Olhos da Justiça (2015) – Billy Ray

  1. Olá, Carissa!
    Ótima crítica sobre o filme. Era exatamente isso que imaginei que seria o filme. Até hoje não tive coragem nem motivação para assisti-lo. Tenho medo estragar a ótima recordação quer tenho da versão Argentina.:)
    Escrevi uma critica sobre O Segredo dos Seus Olhos, no meu blog (http://osmullets.com.br/2016/01/04/o-segredo-dos-seus-olhos/), se tiver um tempinho passa lá.
    Abraços e mais uma vez parabéns pelo trabalho.

  2. Oi Carissa,
    Ahhh espero que você não feche o blog de novo, tão bom comentar em blog de quem comenta de filme o
    Eu ainda não vi o remake, mas já dava para sentir o micão lendo as coisas sobre…lendo sobre a personagem da Nicole, será que foi por isso que a Gwyneth saiu? Deve ter achado tudo meh HAHAAHA

    tenha uma ótima quarta.
    Nana – Obsession Valley

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *