Spotlight – Segredos Revelados (2015) – Tom McCarthy

Spotlight é um daqueles filmes que tem como foco contar algo relevante e que faça o público que assistir a obra pensar. E é difícil não questionar nossas instituições mais influentes ao se deparar com esta ficção baseada em uma história que aconteceu em Boston, há poucos anos.

No jornal Boston Globe existe uma seção chamada Spotlight, que tem como foco investigar crimes e mostrá-los ao público. Após a chegada de um novo editor, os quatro integrantes do Spotlight se veem procurando provas de que vários padres molestaram crianças e foram acobertados pela igreja católica.
Em uma época de crise no jornalismo, dá gosto ver um filme que retrata um grupo de pessoas tao envolvidas com suas profissões. Pessoas que acreditam no que estão fazendo e o fazem com competência.
Com um elenco extremamente afiado, com interpretações coesas e cheias de verdade, com destaque para Mark Ruffalo (que cresce como ator a cada ano) vivendo um personagem emocional e cheio de amor pelo que faz, Spotlight é competente do início ao fim.
A direção é eficiente e a montagem dá gosto de ver, ágil e enfatizando os ares jornalísticos. A trilha é composta por Howard Shore, nome conhecido, e ajuda no clima dramático; apesar de competente, é o único excesso que vejo no filme. Em algumas cenas o pianinho poderia ter sido descartado. 
Spotlight sem dúvida é um dos melhores filmes do ano e merece todas as indicações a prêmios que ganhar.
Se quiser saber um pouco mais, assista meu vídeo abaixo.

3 thoughts on “Spotlight – Segredos Revelados (2015) – Tom McCarthy

  1. Oi Carissa,
    Eu adorei esse filme e acho engraçado que Mark Ruffalo não envelhece, pelo contrário, parece mais novo a cada filme haha
    E nem fala jornalismo em crise…só vê as coisas que o G1 posta no twitter HAHA
    Adorei o vídeo, também ficou muito bom.

    tenha um ótimo final de semana =D
    Nana – Obsession Valley

  2. Sim, o Mark está tomando o elixir da juventude. E a cada dia escolhendo papéis melhores. Ando muito apaixonada pelas últimas interpretações dele.
    Sem comentários sobre alguns dos portais de notícia da atualidade. Chega dói.
    Obrigada, Nana!!
    E sim, vou ler Pequenas Grandes Mentiras sim.
    Beijos!!
    Boa semana!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *